Taxa de conversão do e-mail marketing: testes A/B podem ajudar a aumentar?

Publicado em 14 de maio de 2018 . Categoria: Marketing Conteúdo

Cerca de 77,2% das empresas já adotam o e-mail marketing como estratégia para impulsionar os seus negócios. No entanto, de acordo com a Smart Insights a taxa de abertura é de 24,79% e a de clique é de apenas 11,88%. Esses números mostram o problema dessa estratégia, que é a baixa taxa de conversão.

Mas como reverter essa situação? Provavelmente, você deve estar se questionando sobre isso. Para responder a essa pergunta explicaremos a seguir sobre os testes A/B, uma ação que pode contribuir para aumentar essa taxa e, consequentemente trazer mais leads para o seu negócio. Descubra a seguir!

O que são testes A/B e para que servem?

Basicamente, podemos definir o teste A/B como a criação de duas ou mais opções distintas para a mesma campanha que serão encaminhadas à sua lista de contatos de e-mail. Por meio dele é possível testar características distintas no seu e-mail marketing a fim de determinar quais delas obtiveram melhores resultados, comparando as diferentes versões.

Eles servem justamente para potencializar as suas campanhas de e-mail marketing, garantido maior eficácia e também um padrão que seja capaz de converter mais clientes em potencial, enviando para o restante da lista a versão vencedora.

Por que os testes A/B são tão eficazes?

Tomar decisões baseadas em números e dados reais auxilia o seu negócio a obter melhores resultados. Aliás, os testes A/B são um instrumento bastante completo, pois trazem um panorama sobre diversos aspectos que funcionam ou não na estratégia de e-mail, tendo informações consolidadas como vantagem.

Vale lembrar, que o fato de fazer a distribuição aleatoriamente ao mesmo tempo de diferentes modelos de campanha, por meio dos testes, diminui o risco de interferências que influenciam a taxa de conversão. Ou seja, essa confiabilidade dele traz mais segurança para a empresa que deseja colocar campanhas em andamento e almejam obter resultados melhores por meio delas.

Quando eles devem ser usados?

No caso do e-mail marketing, os testes A/B devem ser aplicados quando houver a baixa taxa de cliques, como explicamos lá no início do texto, mas também no momento em que a taxa de conversão estiver aquém do esperado.

Por essa razão, é interessante que eles sejam realizados um tempo antes da campanha efetivamente começar. Assim, será possível encontrar os pontos que precisam de melhorias, entregando a melhor versão para os seus potenciais clientes.

O que é testado?

Depois de entender um pouco mais sobre a importância dos testes A/B, é fundamental compreender o que pode ser testado. Vale lembrar que não se deve realizar a ação com mais de um elemento por vez, pois isso torna impossível detectar o que de fato impactou a experiência do receptor.

Entre as opções estão os títulos dos e-mails, botões de chamada para a ação que ajudam na conversação, descrição das ofertas e sem esquecer dos elementos visuais, desde o design até as cores. Também podemos destacar as imagens que são utilizadas, os vídeos, além da fonte de texto, o posicionamento dos elementos, o conteúdo e a forma como ele é apresentado.

Por exemplo, é possível criar uma versão de e-mail marketing com uma linguagem mais formal e outra informal. Assim, você poderá analisar que tipo de abordagem o seu público-alvo prefere e como ele responde aos diferentes tipos de conteúdo apresentados a eles.

Outro bom exemplo é o CTA (call to action). Você pode convidar o receptor a assinar a sua newsletter ou mesmo a testar o seu produto/serviço por determinado espaço de tempo. Isso fará com que você tenha um controle maior sobre o que chama mais atenção quando se propõe a uma ação.

Quais os benefícios para a conversão?

Como você pôde ver ao longo do artigo, o foco do teste A/B é otimização da taxa de conversão. Ou seja, compreender as melhores maneiras de atrair, gerar leads e realizar vendas.

Esse instrumento ainda ajuda a entender o quão eficazes e maduras estão as suas campanhas, o valor de investimento que tem sido gasto e também o retorno obtido. Assim, será mais fácil realizar conversões não só mais eficazes, como também reduzir aqueles gastos desnecessários.

Outro benefício importante é conhecer melhor o perfil dos seus visitantes. Por meio dos testes você compreenderá quais os leads são convertidos com mais eficácia, quais padrões eles preferem, que tipo de campanha tem maior impacto sobre eles, entre outros. Com isso, você poderá configurar as suas próximas campanhas e trazer maior personalização para os seus e-mails.

Aliás, essa personalização é muito importante na atualidade. Os consumidores estão cada vez mais exigentes e desejam que as empresas ofereçam experiências diferenciadas já nas campanhas.

As chances de eles optarem pela sua empresa aumentarão consideravelmente. Isso nos leva a outro benefício que é a quantificação do seu sucesso por meio da aplicação de métricas aos testes, o que permitirá medir o desenvolvimento da estratégia ao longo da sua utilização.

Quais as dicas básicas para testes A/B em e-mail marketing?

Visando a maior conversão do e-mail marketing por meio dos testes A/B existem algumas técnicas a serem consideras. Conheça algumas delas a seguir:

Trabalhe a sua estratégia em e-mails enviados com mais frequência

Atenção a isso, pois de nada adianta fazer testes em um conteúdo que é enviado uma vez ao ano. Até chegar o momento de aplicar o que foi aprendido, as informações já estarão obsoletas. Por isso, realize as experiências em campanhas que estão frequentemente rodando.

Trabalhe com números significativos

Imagine fazer um teste com duas variáveis e a diferença entre elas ser de apenas 100 e-mails de preferência. Isso não significa necessariamente que você deva escolher a opção que teve maior abertura. Afinal, a porcentagem de diferença é pequena. Logo, fica aqui a dica: trabalhe sempre com contrastes maiores.

Continue a realizar testes A/B

É importante frisar que o consumidor está sempre mudando seu comportamento e a empresa que deseja se diferenciar precisa antecipar tendências para captar os melhores leads. Por isso, realize testes A/B com frequência para ter campanhas mais eficazes constantemente em vigor.

Automatize o trabalho

A automatização tanto dos testes A/B quanto do envio do e-mail marketing otimizam o trabalho da equipe. Isso porque os dados serão gerados automaticamente sobre as variáveis, fazendo assim com que ela possa se concentrar em melhorar as estratégias.

Ademais, o uso automático do e-mail marketing economiza tempo, pois uma grande base de contatos poderá ser atingida em instantes, aumentando as chances de uma amostragem de informações bem maior.

Sim, é possível aumentar a taxa de conversão do seu e-mail marketing consideravelmente. Isso torna imprescindível o planejamento e as estratégias, como os testes A/B.

E falando em e-mail marketing, a empresa não só deve fazer os testes mais adequados, como também utilizar a ferramenta de maneira inteligente. Por isso, sugerimos a leitura do nosso artigo com os 7 principais erros cometidos no uso do e-mail marketing. Confira agora mesmo!

Tags: