Marketing preditivo: conheça seu cliente e venda mais

Publicado em 4 de fevereiro de 2019 e atualizado em 16 de agosto de 2019. Categoria: Marketing | Vendas

Marketing preditivo

O que você faria se pudesse adivinhar quais são as preferências e o comportamento do seu cliente daqui a um ano, dois ou mais? Como isso influenciaria as suas estratégias de marketing hoje? O marketing preditivo não somente busca respostas para questões de consumo futuro, como é, ele mesmo, a estratégia para que você conheça o seu cliente e venda mais.

No post de hoje, iremos explicar o que é o marketing preditivo, como você pode usá-lo a favor dos negócios e como, através dele, você pode conhecer o seu cliente e prever o seu comportamento de consumo.

Continue a leitura e saiba mais!

O que é o marketing preditivo?

O marketing preditivo, como o nome sugere, é uma estratégia mercadológica baseada na previsão do comportamento do cliente. A prática possibilita à empresa prever as tendências futuras de consumo do seu público e desenvolver mecanismos de conversão.

Para tornar essa previsão possível, recorre-se a dados, algoritmos e técnicas de machine learning que podem ser desenvolvidas em diversos canais, como no site da empresa ou num e-commerce.

Por isso, o marketing preditivo conta sobretudo com o Big Data para mapear comportamentos e tendências de consumo, pois, por meio do acesso a dados, a empresa entende melhor o comportamento de compra do cliente e pode segmentar com mais precisão as suas estratégias de marketing.

Como explicamos neste post, o Big Data torna as ações da empresa muito mais efetivas porque permite que ela compreenda melhor os aspectos relacionados ao cliente e ao seu processo de compra, identificando quais canais apresentam maior efetividade para o público e qual é a melhor maneira de alcançá-lo.

Um exemplo de sucesso do uso de dados e marketing preditivo é a Amazon, empresa norte-americana de alcance sucessivo no Brasil, desde 2012. A Amazon apresenta recomendações personalizadas ao usuário de acordo com os produtos que ele adquire; as recomendações vão sendo mais refinadas à medida que o usuário realiza compras no site. Isso é possível graças à coleta de dados gerados durante as transações do usuário no site.

Como usar o marketing preditivo?

No Predictive Intelligence Benchmark Report (Relatório de Referência de Inteligência Preditiva), elaborado pela Salesforce, empresa especialista em CRM, foram reunidos e analisados dados de inteligência preditiva, precisamente o impacto das recomendações de produtos na internet e campanhas de e-mail.

O relatório observou que diferentes recomendações de produtos influenciaram a receita em 26,34% do total de pedidos. Em um período de 36 meses, o total de pedidos influenciados “aumentou de 11,47% no início do uso de inteligência preditiva para 34,71% após 36 meses”.

Saber quais são os interesses e as preferências do seu público, o que ele precisa e o que procura, são fatores decisivos para desenhar o perfil de um comportamento de compra.

Como usar o marketing preditivo na sua empresa

  1. Observe o comportamento do cliente

O comportamento sazonal (aquele baseado em determinadas épocas do ano) diz muito sobre o cliente. Mesmo em ventos esporádicos, como Dia dos Namorados, Páscoa ou Black Friday, é possível observar as preferências do público com precisão. Em vendas online torna-se ainda mais importante manter o estudo do comportamento do usuário, já que recomendar produtos de acordo com o histórico de buscas exerce maior influência na decisão de compra.

Em suma, rastreie os consumidores a fim de descobrir como eles navegam pelas categorias e produtos do seu site com o passar do tempo; observe como ocorreram as sucessivas compras e como ocorreu cada conversão. Lembre-se: conhecer o seu cliente é fundamental para vender mais.

  1. Direcione os melhores produtos aos clientes certos

A melhor pessoa para quem ofertar o seu produto é quem tem maior probabilidade de comprá-lo. Saiba que não é compensador investir em todos os prospects que mostram interesse pelo seu produto, pois parte deles irá desistir ou não irá valorizar o produto como ele merece. Saiba como localizar os prospects ideais para a sua empresa.

  1. Conteúdo de qualidade

O conteúdo é uma das mais ricas ferramentas para perceber o que o cliente espera da empresa. A produção de conteúdo relevante é capaz de saciá-lo em suas necessidades mais emergentes, mas também serve de forte atrativo para o produto ou serviço que a empresa fornece.

Para tanto, invista no site e no blog da marca e alimente-os com conteúdo de qualidade. Por meio dele você também poderá rastrear o comportamento do usuário na página, saber o que mais ele busca e como isso pode direcionar as suas estratégias de marketing e venda.

  1. Cultivar os clientes atuais

É importante não apenas segmentar o público ideal, mas também investir numa comunicação que o atraia para seu produto ou serviço. Tão importante quanto conquistar novos clientes, é cultivar os clientes já fidelizados, até porque é mais barato manter clientes atuais do que conquistar novos.

Conclusão

As pessoas constroem hábitos, e esses hábitos, como reflexos do comportamento, funcionam como rastros que geram dados para os mais variados fins. No âmbito comercial, lucra quem souber utilizar essas informações, pois elas permitirão antever o futuro do consumo.

Quando falamos de marketing preditivo, não aludimos a nenhuma fórmula mágica que decifra o comportamento futuro do público; lidamos com dados reais, capazes de nos fornecer pistas rumo ao consumidor e suas dores.

Para aperfeiçoar a estratégia de marketing na sua empresa, conte com profissionais qualificados, que estudem a realidade do seu negócio e forneçam o melhor planejamento para ele.

Acompanhe os nossos materiais no nosso blog e nas nossas redes sociais Facebook e Instagram. Até o próximo post!

Tags: