Inbound Marketing: todo Gerente de Marketing precisa conhecer

Publicado em 23 de janeiro de 2017 . Categoria: Conteúdo | Funil de Vendas | Inbound Marketing | Marketing | Plano de Marketing | Vendas

Inbound Marketing: a estratégia que todo gerente de marketing precisa conhecer

O Inbound Marketing, também conhecido como “marketing de atração”, é um conjunto de estratégias e ações para atrair e conduzir leads pelo funil de marketing (a trajetória que o consumidor percorre do primeiro contato com a marca até a decisão de compra), que se alicerça no direcionamento estratégico de conteúdos que tragam o potencial cliente até a marca e, não como no “velho marketing”, que se caracteriza pela abordagem invasiva e, na maioria das vezes, chata.

Dito isso, quais são os passos que devem ser dados para que o Inbound Marketing traga resultados para o negócio? No artigo de hoje, vamos falar sobre os cinco pontos que devem ser considerados para o sucesso das ações. Acompanhe!

5. Desenhe personas

Uma das primeiras ações que você deve fazer é conhecer profundamente seu público-alvo. Isso significa conhecer as pessoas reais e, não as ideais — o cliente real e não aquele idealizado.

Ao conhecer seus consumidores potenciais, seus problemas, interesses e desejos, você poderá criar representações fictícias destes clientes, as buyers personas. Elas são essenciais para conduzir a criação de conteúdo assertivo, ou seja, que fale essencialmente para o consumidor potencial.

4. Produza e publique conteúdo relevante

Dê uma olhada na quantidade de conteúdo que é publicado diariamente na internet. Quanto mais o tempo avança, mais a relevância se torna essencial no Inbound Marketing.

Por conteúdo relevante, entenda materiais que gerem valor ao público-alvo; respondam aos questionamentos, encantem e cativem. Quanto mais densos forem os materiais, quanto mais informações importantes eles tiverem, mais peso eles terão, ou seja, mais relevantes serão. Assim, maior será a consciência e a autoridade da sua marca perante o mercado.

Não esqueça das táticas de posicionamento na web (SEO): uso de palavras-chave, respostas às perguntas dos consumidores e hyperlinks nos textos. O ideal é que seu público-alvo receba suas páginas como primeiros resultados dos mecanismos de busca (Google, Yahoo, Bing).

3. Utilize todos os canais possíveis

Além do site e do blog, procure estar presente em todas as redes sociais onde as pessoas que fazem parte do seu público-alvo estão. Mas atenção: também é preciso ter estratégia para as redes; cada uma tem suas particularidades e as pessoas esperam posturas diferentes em cada uma delas.

Por exemplo, no LinkedIn as pessoas querem conteúdos mais voltados para a carreira, no Facebook e no Google Plus a aceitação por conteúdos de entretenimento é maior do que materiais técnicos; já o Twitter é mais versátil. Leia também: 5 Dicas Essenciais para obter mais Compartilhamento nas Redes Sociais.

Tenha cuidado com os horários de postagens nestas redes. Há dias e horários em que o fluxo de interação é maior (resumidamente, Facebook, Twitter e Google Plus têm seu prime time entre 20 e 22h de segunda a quinta-feira, já o LinkedIn recebe maior tráfego nos dias da semana em horário comercial).

Esteja sempre disposto a interagir: redes sociais são locais de diálogo, não apenas de emissão. Leia também: Por que o monitoramento de redes sociais é tão importante? Você também pode aproveitar fóruns de discussão, fazer guest posts (publicar em blogs de outros influenciadores que façam parte do seu universo de negócio, mas não são concorrentes), oferecer aplicativos, entre outras possibilidades.

2.  Trabalhe sempre para a conversão de leads em clientes

Toda a sua estratégia de Inbound Marketing deve ser direcionada para converter leads em clientes. Para isso, crie um plano de ação, estabeleça metas e crie métricas que te ajudem a observar os resultados — leia também: Qual a importância de educar e qualificar seus possíveis clientes?

Tenha em mente o funil de marketing, ou seja, você precisa atrair a maior quantidade de visitantes para qualificar entre eles quem são os potenciais clientes e se relacionar com eles por meio da oferta de conteúdos específicos para cada fase (topo, meio e fundo do funil). Tenha sempre em mente a jornada do consumidor – o caminho que um potencial cliente percorre da identificação da sua necessidade até a decisão de compra.

Para fazer isso, é muito importante criar mecanismos de captação de informações dos usuários. Crie landing pages, cadastros para recebimento de newsletter, “cobre” informações em troca de conteúdos mais densos (e-books, white papers) e vá separando o joio do trigo, classificando os perfis de leadspara ser sempre assertivo na hora de entregar os conteúdos.

1. Automatize o processo de Inbound Marketing

Para que o trabalho de Inbound Marketing seja satisfatório é muito importante utilizar ferramentas de automatização. Softwares especializados tornam o trabalho de nutrição e conversão de leads mais assertivas, uma vez que facilitam a parametrização de ações sequenciadas criando estímulos ao público-alvo por meio do conteúdo e agindo sobre eles de forma estratégica.

Logicamente, o olhar humano sempre precisa estar presente, mas, ao deixar por conta da plataforma as ações operacionais, sua equipe terá mais tempo para ser criativa e pensar em ações que encantem o público e atraiam mais leads. Leia também: 5 ferramentas para incrementar seu marketing digital.

Quer saber mais sobre como o Inbound Marketing pode potencializar os resultados da sua empresa?

Fale com a gente.
Roder Cypriano | OLÁ Multicom | (48) 3442.3443 ou deixe um comentário.
Abraço.

Profissional de Marketing

 

 

Tags: