Entenda de uma vez por todas como funcionam os motores de busca!

Publicado em 27 de setembro de 2017 . Categoria: Agência de Inbound Marketing | Agência de Mídias Digitais | Agência Marketing Digital | Agência Olá Multicom | Automação de Crédito | Conteúdo | Empresas de software | Facebook | Ferramentas Marketing Digital | Fórmula do Marketing de Vendas | Gestão de Marca | Inbound Marketing | Inbound Trade | Indústria da Tecnologia | Internet | Leads | Marca | Marketing | Marketing Conteúdo | Marketing Digital | Marketing offline | Marketing online | Marketing Tradicional | Métricas | Negócios | Olá Multicom | Propaganda | Publicidade | Publicidade On Line | Público-alvo | Redes Sociais | SEO | Site responsivo | Social Media | user experience | Vendas | Websites

Seja para tomar uma decisão de compra ou para obter informações sobre os mais variados assuntos, os mecanismos de busca são as ferramentas mais utilizadas da web. Para converter usuários em clientes, portanto, é fundamental adotar uma estratégia que permita que o seu site seja encontrado nessas plataformas.

Mas se você deseja aproveitar o melhor que esses recursos têm para oferecer, é preciso conhecer a fundo a forma como eles funcionam. Ao contrário do que muitos pensam, não basta apenas fazer uma campanha patrocinada para que um grande aumento no número de vendas ocorra: você deve ficar atento aos diversos fatores que fazem parte da construção de uma campanha e que são capazes de gerar resultados.

Por outro lado, também existem diferentes formas de conseguir visitas sem precisar de anúncios. No post de hoje, explicaremos alguns detalhes sobre como funcionam os motores de busca para ajudar você a ter um bom desempenho nas campanhas de marketing digital. Continue a leitura e fique pode dentro do assunto!

desenvolvimento de sites responsivos

Como funcionam os anúncios?

Atualmente, os dois mecanismos de busca mais utilizados são o Google e o Bing Adds, com larga vantagem para o primeiro. Apesar de uma série de diferenças entre eles, o funcionamento geral em relação aos anúncios possui algumas semelhanças.

Considerando o citado mecanismo mais popular, encontramos nele uma ferramenta chamada Google AdWords. Por meio dela, é possível criar uma campanha patrocinada baseada em palavras-chave que tenham um bom histórico de buscas pelo usuário e que estejam ligadas à proposta do seu negócio. Uma campanha é constituída de uma série de anúncios que juntos trabalham para o mesmo propósito: atrair tráfego.

O que é o algoritmo do Google?

Para explicar como funciona esse algoritmo, é preciso fazer uma simples comparação. Imagine que você foi a uma concessionária para comprar um veículo sem ter um modelo específico em mente. Chegando lá, o vendedor vai oferecer diversas opções, que você classificará com base numa série de critérios, como o custo-benefício, design e potência.

O algoritmo do Google funciona de maneira parecida: ao se deparar com diversas páginas sobre o mesmo tema, ele usa determinados critérios para definir a relevância delas e fazer uma classificação consistente. Relembrando o exemplo do veículo, certamente os que mais se encaixam no que você definiu como preceito vão ganhar mais pontos.

O buscador do Google atua de um jeito semelhante: as páginas que mais se adéquam ao que ele entende ser capaz de gerar uma experiência melhor para o usuário terão uma classificação mais positiva.

Qual é a diferença entre resultados pagos e orgânicos?

Na introdução, foi brevemente falado que, além dos resultados pagos, existem resultados orgânicos. Os resultados pagos são aqueles oriundos do investimento em campanhas, como as criadas no Google AdWords, e ganham um posicionamento mais destacado em relação à visualização. Dentre os itens que definem esse posicionamento estão a qualidade do anúncio e o CPC (Custo por Clique).

Já os resultados orgânicos são aqueles em que não há nenhum custo envolvido, mas mesmo assim a página conseguiu uma posição de destaque (abaixo dos anúncios pagos e localizadas ao centro da página).

Mas como é possível atingir esse resultado? Podemos dizer que a empresa que alcança essas posições tem uma estratégia de marketing digital sólida e altamente focada em aparecer de forma destacada nos motores de busca. Esse posicionamento favorável é obtido com base numa série de melhorias feitas de forma sistemática, o que permite chegar a uma fórmula que funcione para aquele negócio e contribua para uma melhor classificação.

Umas delas é o SEO (Search Engine Optmization), ferramenta que possibilita otimizar a página para os mecanismos de busca, cujo funcionamento vamos detalhar no próximo tópico.

Qual é a importância da otimização?

Tendo em mente que uma campanha de links patrocinados conta com inúmeras ferramentas para identificar as palavras-chave mais apropriadas para o seu site, inclusive distribuindo-as em um conjunto de anúncios para potencializar os resultados, quem não conta com elas precisa encontrar uma maneira de correr atrás do prejuízo, não é mesmo?

Escolhendo novamente o Google dentre os motores de busca, já que a maior parte dos usuários utilizam este mecanismo para fazer suas pesquisas, o SEO surge como uma aliada nesta missão. O uso dele permite otimizar o conteúdo do site focando nas palavras-chave ideais, conseguindo assim com que ele ganhe pontos no algoritmo do Google e possa ganhar posições.

Dentre as técnicas utilizadas para isso, as mais populares são a otimização do título, otimização do meta description e usabilidade. Esta última é extremamente importante para proporcionar uma maior facilidade de navegação, independentemente do dispositivo, buscando gerar uma melhor experiência ao usuário.

Alguns especialistas dizem que os minutos utilizados para trabalhar o SEO em um conteúdo recém-produzido é tão ou mais importante do que as horas gastas para a criação dele. Para exemplificar isso em números, um pouco mais de 65% dos cliques vão para os resultados presentes na primeira página e o restante dificilmente é direcionados para links que vão além da terceira página dos motores de busca.

Isso mostra claramente a importância da otimização para quem deseja obter resultados de destaque. Mas vale lembrar que é preciso trabalhar o SEO de forma contínua, pois estar no topo hoje não garante esse lugar para sempre. É preciso considerar também que esse tipo de ferramenta está à disposição de todos e existem profissionais capacitados para gerar ótimos resultados a partir dela.

Por meio desse passo a passo, é possível não só entender como funcionam os motores de busca, mas saber como tirar melhor proveito deles. A estratégia ideal para ser usada no Google ou similares está totalmente ligada à proposta da sua empresa e à necessidade do seu público, o que torna fundamental realizar uma análise interna.

Na prática, podemos dizer que para um e-commerce o tráfego pago tende a ser mais interessante, enquanto para quem busca produzir informações, como empresas que utilizam o marketing de conteúdo via blog, por exemplo, o tráfego orgânico se mostra uma excelente opção.

Agora que você já sabe como funcionam os motores de busca, que tal entender o que um site vendedor precisa ter para alcançar bons resultados? Nos vemos no próximo post!

 

Roder Cypriano

OLÁ Multicom
Agência Certificada RD Station

Tags: