Revenda de carros: 3 dicas para continuar a vender

Um vendedor, vendendo carros

Em 2020, o setor automotivo, à semelhança de outras atividades econômicas, passa por um momento desafiador. A crise sanitária provocada pela pandemia da Covid-19 trouxe como consequências a paralisação de fábricas e o fechamento temporário de várias concessionárias espelhadas pelo país.

Mas, aos poucos, com a retomada progressiva das atividades, o setor vai se adaptando às mudanças e engendrando novas estratégias comerciais. Como em qualquer crise, sairá ganhando quem reagir primeiro e se propor a enfrentar com criatividade os desafios que virão.

Então, a hora é de arregaçar as mangas e procurar formas para driblar da melhor maneira este período de incerteza.

Pensando nisso, no post de hoje, apresentamos 3 dicas de estratégias voltadas especificamente para as revendedoras automotivas que poderão ajudar as empresas a se reinventar para os próximos tempos e retomar as vendas. Vem com a gente conferir!

 

Se você ainda não tem um site, esta é a hora!

Vejamos alguns dados divulgados pela Cox Automotive para contextualizar esta nossa primeira dica:

– Antes de comprar um carro, os consumidores visitam, em média, 5,5 sites durante a fase de pesquisas;

– 54% das pesquisas são feitas diretamente em sites de concessionárias.

– Sites de concessionárias correspondem a 83% das pesquisas relacionadas ao setor automotivo no Brasil;

Se ainda não aderiu a essa ferramenta, estas são informações por si só suficientes para fazer qualquer revendedora ir correndo abrir um site. Agora imagine em uma situação no qual as vendas presenciais estão comprometidas: a necessidade se torna ainda mais imperativa. Se pelas portas físicas estão entrando menos pessoas, é importantíssimo manter todas as portas digitais abertas e reforçar a presença online.

Os sites que funcionam como uma espécie de “showroom digital”, uma espécie de cartão de visitas por meio do qual se pode colocar em prática toda uma estratégia de marketing digital focada na experiência do usuário e na geração de leads.

Com essa ferramenta, você pode publicar ofertas, fotos, vídeos e informações sobre os veículos à venda e conectar os visitantes diretamente com chats com vendedores. Em tempos de distanciamento social, isso reforça a comunicação da marca e estabelece uma proximidade com os clientes.

É também de suma importância que as concessionárias apareçam mais bem colocadas nos resultados de pesquisa pelo Google. Isso pode ser obtido com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que se baseiam no uso de palavras-chave específicas.

Outra dica importante é habilitar o site para o formato mobile, uma vez que a navegação via dispositivos móveis é responsável pela esmagadora maior parte dos acessos a sites e lojas virtuais no Brasil – segundo dados do Comitê Gestor da Internet no Brasil, 99% dos entrevistados afirmam que utilizam esse equipamento para o acesso à Internet.

 

Use o WhatsApp para vender

Algumas alterações ao modelo tradicional de vendas devem se consolidar ainda mais nos próximos tempos. Uma delas diz respeito à intensificação dos canais de vendas pela Internet. O objetivo é continuar a atender clientes da melhor forma possível, mantendo com eles um canal de comunicação rápido e barato.

O aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp é utilizado por cerca de 130 milhões de brasileiros, segundo os últimos números divulgados pela empresa em 2019.

Portanto, vender carros por esse aplicativo é tirar proveito da enorme popularidade que essa ferramenta tem no Brasil. Além da troca de mensagens, com o WhatsApp, é possível compartilhar fotos e vídeos e criar grupos com clientes para o compartilhamento de campanhas publicitárias e informes.

Há também uma versão “business” do aplicativo, especialmente voltado para as empresas. Com essa versão, é possível criar um perfil comercial, com informações úteis para os clientes, como endereço, descrição da empresa, e-mail e site.

Há também espaço para expor um catálogo virtual de produtos e serviços. Na conexão com os clientes, há funcionalidades que automatizam, classificam e agilizam as respostas às mensagens.

Uma opção interessante para as concessionárias é associar a interface do aplicativo diretamente ao site da empresa e, com isso, facilitar o acesso a vendedores.

 

Inove e surpreenda o cliente

Como dissemos de início, o setor automotivo vive tempos muito desafiadores. Mas é preciso estar atento aos sinais de mudanças que estão por vir e às oportunidades que, naturalmente, chegam com elas.

Segundo uma pesquisa da Consultoria Ipsos realizada na China, dos consumidores entrevistados que não tinham carro, 66% afirmaram que pretendem adquirir um nos próximos seis meses – antes da pandemia, esse número girava à volta dos 30%. Ainda segundo a pesquisa, 77% alegaram o temor de contaminação no transporte público como a motivação para a compra.

Além disso, nas últimas semanas, temos visto várias novas atividades para as quais o carro se tornou essencial – shows e cinemas ao ar livre e até vacinas agora acontecem a quatro rodas.

Portanto, o automóvel pode passar por uma ressignificação nos próximos tempos, tornando-se um dos protagonistas da sobrevivência sob as novas condições sanitárias.

Para as revendedoras, é hora de criar promoções e oferecer condições especiais de pagamento para atrair os clientes. Por exemplo, uma empresa como Nissan anunciou recentemente que irá comercializar os seus veículos em até 36 parcelas (com entrada de 60%), que só começarão a ser pagas daqui a um ano – isso mesmo, em maio de 2021.

Outras marcas já anunciaram planos para início de pagamento de parcelas em janeiro (Fiat) e fevereiro (Jeep). É claro que condições tão audaciosas podem não estar ao alcance de todas as revendedoras, mas o propósito ao referir tais exemplos é precisamente chamar a atenção para a importância de ofertas competitivas neste período de crise.

Outra inovação importantíssima, que já vem sido adotada por algumas empresas, é a do serviço de entrega, no qual um vendedor vai até a casa do cliente com o veículo para que ele realize o test-drive. Nessa prática, é importante tomar as medidas de segurança necessárias e informar o potencial comprador disso, até para que ele se sinta seguro durante a negociação.

Recentemente, a Ford publicou uma cartilha com recomendações para os atendimentos, incluindo a higienização dos carros de acordo com padrões recomendados pelo Ministério da Saúde e pela Anvisa.

Como vimos, neste momento de incerteza no setor automotivo, a resposta passa necessariamente por um reposicionamento das marcas no domínio digital Para isso, sabia que a sua empresa pode contar com a Olá Multicom! Somos uma agência de Comunicação e Marketing, com foco em estratégias de Marketing e Inteligência de Vendas. Entre em contato conosco agora mesmo para uma avaliação personalizada e coloque à frente das demais.

Até o próximo post!

Roder Cypriano

Olá Multicom – Agência de Inbound Marketing