Qual a importância de educar e qualificar seus possíveis clientes?

Gerar leads pode ser considerada uma espécie de "arte" bem sutil.

Muitas empresas subestimam a tarefa de educar e qualificar clientes — gerar leads, no jargão do marketing.

Essa é uma expressão muito citada, mas na maioria das vezes, deixada vaga, como se já fizesse parte de um senso comum da área.

Usualmente, leads são definidas como usuários da web que utilizaram algum de seus serviços online em troca de informações.

Bons exemplos são aqueles sites que dão acesso a algum aplicativo, caso seja preenchido algum cadastro.

Portanto, é uma forma de você atrair um cliente em potencial para trazê-lo mais perto de sua esfera de influência, esperando que esse contato se transforme em um negócio ou, até mesmo, em divulgação de sua marca.

Deseja qualificar bem suas leads, a fim de que elas se convertam em frutos para sua empresa?

Confira as nossas dicas!

blank

A qualificação de leads aumentará as suas vendas

Isso ocorre quando você dá ao cliente informações interessantes e qualificadas.

Ele confiará mais na sua capacidade de entregar um produto ou serviço satisfatório.

Disponibilizar um e-book, por exemplo, pode dar uma vantagem sobre um concorrente.

O cliente, lendo-o, poderá pensar: essa empresa sabe o que faz, ao contrário da outra, sobre a qual eu não sei muita coisa.

As vendas ficam mais fáceis, pois a confiança já foi estabelecida!

Além disso, os clientes se encantam, pois demonstram um certo “altruísmo” da empresa, em vez de uma fixação em lucros.

Como qualificar as leads

De acordo com as obras líderes em venda sobre qualificação de leads, há quatro critérios fundamentais:

1. Necessidade

Não adianta ofertar um serviço ou um produto que a lead não precisa.

Você não vai conseguir vender comida de gatos para cães!

Pense: qual o produto minha empresa oferece de melhor? Como ele é necessário às leads?

2. Adequação

O produto é adequado à lead?

Você está oferecendo uma solução viável ou um impulsiva, feita sem muito planejamento.

Se você deseja atrair clientes da classe C, não é adequado ofertar preços que só podem ser comprados pela classe A.

Se seu produto for necessário, mas não for adequado, você não qualificará as leads.

3. Autoridade

É importante lembrar que, muitas vezes, somente uma parcela específica do nosso público poderá comprar nossos serviços ou produtos.

Principalmente em B2B, somente diretores e gerentes podem efetuar certas compras.

Então, tente ser específico na geração de leads.

4. Timing

Não será útil ter a lead qualificada sempre.

A ideia é que a estrutura funcione como um funil, no qual algumas leads serão transformados em clientes!

Não adianta planejar mantê-los para sempre como leads, sem uma estratégia clara de como convertê-los em prospects e clientes.

Gerar leads pode ser considerada uma espécie de “arte” bem sutil.

O gerente de marketing ou o empreendedor deve ficar atento sempre, observando a tendência do seu público.

Caso algo esteja ocorrendo contrariamente ao planejado, é necessário mudar a estratégia rapidamente, pois as leads já conquistadas podem ser perdidas.

Você está tendo dificuldades de conseguir atrair e qualificar leads?

Tem alguma outra dica? Comente aqui no nosso blog e não deixe de assiná-lo!

Roder Cypriano

OLÁ Multicom

Profissional de Marketing

blank