Inbound Trade: como alinhar o Trade Marketing à sua estratégia Digital

Inbound Trade: como alinhar o Trade Marketing à sua estratégia Digital

O trade marketing que você conhece está com os dias contados. É hora de começarmos a falar no Inbound Trade, que está muito mais ajustado à nova realidade trazida pela tecnologia digital.

Você conhece esse conceito? Saiba que ele ganhará cada vez mais a atenção dos profissionais encarregados de gerir as ações de fornecimento e disponibilidade de produtos ao consumidor por meio do relacionamento estratégico com toda a cadeia de abastecimento (distribuidores, revendedores etc.).

Continue lendo para entender!

O que é Inbound Trade?

Termo cunhado pela equipe da Olá Multicom, Inbound Trade se refere a um Trade Marketing que se adapta ao ambiente digital e extrai dele as condições ideais para atingir os públicos de interesse na hora certa e da maneira certa.

O Inbound vem de Inbound Marketing, um conceito criado pela Hubspot que abarca uma série de táticas de marketing com o intuito de ganhar o interesse das pessoas, em vez de comprá-lo, ou seja, atrair por meio de conteúdo web e não por meio dos anúncios tradicionais (em rádio, TV e impressos).

Dentro disso, podemos definir Inbound Trade como sendo o trade marketing que aproveita desse caráter de controle que os públicos têm sobre as informações que buscam na internet, para atraí-los e conquistá-los de uma forma mais orgânica, barata e eficiente.

Essa estratégia está centrada em alguns princípios:

  • Conhecer os hábitos de conexão dos distribuidores e revendedores;
  • Estabelecer um relacionamento online, otimizando a comunicação com a cadeia de abastecimento no ambiente digital;
  • Aproveitar o poder de segmentação que internet oferece e assim diferenciar ações de comunicação e relacionamento.

Como criar sinergia entre o Trade Marketing e a estratégia digital da empresa?

É importante saber que o Inbound Trade só funciona quando a empresa tem uma boa estratégia de marketing digital. Ou seja, é preciso otimizar a presença da marca na web, conhecer os públicos de interesse (clientes, fornecedores, distribuidores, agentes de revenda etc.) e encontrar formas de se relacionar online com eles, além de fazer uso de ferramentas variadas, inclusive aquelas que ajudam a mensurar resultados.

E o Inbound Trade deve ser feito de acordo com técnicas de Inbound Marketing voltadas para o B2B, uma vez que a forma com que a empresa se relaciona com seus consumidores finais é sempre diferente. O background adquirido pelas ações B2C, contudo, só tem a acrescentar nessa estratégia.

Talvez o maior desafio seja mesmo virar a chave, ter um novo olhar sobre a forma com que a empresa apoia seus canais de distribuição. A incorporação das ferramentas digitais na comunicação e nas ações de marketing requer quebra de paradigmas, conhecimentos específicos do ambiente digital e muita criatividade.

Por fim, também é importante frisar que a empresa não deve abandonar totalmente suas estratégias offline, pois elas ainda são eficientes, especialmente quando se trata de canais de distribuição que ainda não entraram no mundo digital.

Você já conta com uma estratégia de Inbound Trade? Para se aprofundar mais no conceito e ver alguns cases de sucesso, baixe o e-book Trade Marketing — O PDV mudou e agora seu lugar é na internet!

Roder Cypriano
OLÁ Multicom
Quem evolui, cresce!


Saiba quais são os pricipais componentes do Trade Marketing