Estratégias de marketing e estrutura de vendas: não esqueça da expertise!

Publicado em 31 de outubro de 2017 . Categoria: Agência de Inbound Marketing Agência de Mídias Digitais Agência Marketing Digital Agência Olá Multicom Clientes Conteúdo Email Marketing Empreendedores Empreendedorismo Empresas Empresas de software Facebook Ferramentas Marketing Digital Fórmula do Marketing de Vendas Inbound Marketing Inbound Trade Indústria da Tecnologia Internet Leads Marca Marketing Marketing Conteúdo Marketing de Atração Marketing Digital Marketing Industrial Marketing offline Marketing online Marketing Tradicional Negócios Olá Multicom Personas Plano de Marketing Propaganda Publicidade Publicidade On Line Público-alvo Redes Sociais SEO Site responsivo Social Media Tendências Tipos de marketing Trade Marketing Tripé do Inbound Marketing user experience Vendas Websites

As estratégias de marketing são um assunto que soa abstrato para muita gente. E há alguns motivos para isso: em primeiro lugar, o marketing digital é algo novo para a maior parte dos gestores e empreendedores. Em segundo lugar, ele carrega alguns mal-entendidos que os profissionais do marketing tradicional enfrentam há um bom tempo. Um exemplo comum é o da eterna confusão entre o setor de marketing e o de vendas.

No artigo de hoje, vamos falar um pouco sobre esse problema e como o fator humano é importante para desfazer esse tipo de confusão, integrar o setor de marketing com o de vendas e começar a inovar e lucrar!

Vamos, também, te mostrar o lado menos discutido dos dois setores e que pode ser o que falta para você e a sua empresa compreenderem a importância gigantesca do marketing: a  relação entre estratégias de marketing e estrutura de vendas!

desenvolvimento de sites responsivos

O que é o marketing

Em muitos casos, logo depois de fechar um contrato com um novo cliente, uma agência de marketing descobre algo sobre ele: o funcionário interno responsável pelo marketing é, na verdade, um vendedor ou funcionário brilhante da administração que foi realocado.

Essa confusão já faz parte do senso comum, e é melhor começarmos por ela: o marketing (seja ele digital ou tradicional) ajuda a vender e dialoga com a administração da empresa, mas é um setor diferente. Ele cuida de aspectos ligados às vendas (como a geração de leads e oportunidades, como vamos ver daqui a pouco), mas não se resume a isso.

Também envolve outros aspectos: posicionamento de um produto ou marca, relacionamento pós-venda e educação do mercado. Em alguns casos, até o rebranding (mudança mais radical da imagem de uma marca, envolvendo imagem, logo e outros) faz parte das funções do marketing.

Marketing e vendas

Desfeita essa confusão, o próximo passo é compreender como os dois setores se relacionam, visto que eles têm uma estrutura comum. Vejamos um exemplo do marketing digital: alguém vê um artigo da sua empresa na sua internet e clica para ler. Durante a leitura, é convidado a deixar seus dados para receber mais material sobre o assunto que o interessa.

Ao entregar esses dados, esse visitante se tornou lead. Isto é, um contato que vai continuar recebendo conteúdo e ficar cada vez mais perto de descobrir que tem um problema para o qual a sua empresa tem a solução. Quando estiver na iminência de tomar essa decisão, ele vai ser considerado uma oportunidade, e é só aí que ele sai do radar da equipe de marketing e passa para a equipe de vendas.

Estratégias de marketing e estrutura de vendas

E por que isso? Por que não fazer uma abordagem de vendas desde o início? Simples: por que a função do marketing é reduzir os custos e o tempo que os seus vendedores gastam para vender.

É por isso que se fala em estratégias de marketing, porque não adianta ter um blog e distribuir conteúdo por aí se ele não estiver orientado para gerar oportunidades reais de negócio. Em outras palavras, o marketing tem que “se pagar” com as vendas. E se a estratégia de marketing não encontrar uma estrutura de vendas do outro lado, isso não vai acontecer.

Ou seja: marketing e vendas estão intimamente relacionados, mas devem sempre ser pensados separadamente.

Ações isoladas e estratégias de marketing

Softwares, máquinas, planilhas, e-mails automáticos e outras possibilidades do mundo tecnológico e conectado não se operam sozinhas. Isso é óbvio até certo ponto, mas ainda não está muito bem esclarecido para muita gente.

Esse funcionário solitário do marketing de uma empresa — aquele do exemplo que usamos no início deste artigo — não vai conseguir tocar todo o setor de marketing sozinho. Não adianta colocar um CRM (Customer Relationship Management, um software responsável por gerir o relacionamento de empresa e cliente, via vendedores) e esperar que ele dê conta de tudo.

Esse funcionário vai se sentir esmagado pela quantidade de conhecimento necessário para tocar esse processo do início ao fim. Como dissemos, ele é pode ser um funcionário brilhante, mas não vai ter toda a expertise necessária para tocar toda uma estratégia de marketing.

Estratégia e expertise

Não existe estratégia sem expertise. Não há como uma única pessoa comandar coisas tão diversas quanto a criação de artigos para um blog, automação de e-mails, anúncios online, otimização de landing pages, nutrição e qualificação de leads, por exemplo.

A coisa mais importante para as estratégias de marketing é o capital humano de especialistas que fazem com que ele funcione. Você conhece o velho lema “pessoas compram de pessoas”? Pois bem, no marketing tradicional ou digital e nas vendas, ele é uma verdade inegável.

O papel das agências de marketing

Portanto, não basta tentar resolver todas os problemas com ferramentas gratuitas e a boa vontade e inteligência de um dos seus melhores funcionários. Se quiser ver a sua marca crescer, se destacar no mercado, alcançar visibilidade e se tornar autoridade, vai ser necessário algo mais.

Para isso, você deve contratar uma agência para cuidar das suas estratégias de marketing. Veja, abaixo, alguns motivos para fazê-lo:

  • os profissionais de uma boa agência são selecionados a dedo;
  • feito por especialistas, o marketing da sua empresa se paga e gera lucro para você;
  • em vez de uma série de iniciativas isoladas, você vê o todo de uma campanha de marketing digital ou tradicional;
  • o marketing desafoga o seu setor de vendas e trabalha junto com ele;
  • o seu vendedor (aquele que você deslocou para a área de marketing) vai ser uma interface e, lidando com essa agência, vai se sentir mais seguro e render muito mais.

A maior parte dos gestores ou empreendedores pensa apenas em custos quando vai contratar uma agência. Encarando pelo lado do valor que ela pode criar para a sua marca por meio das estratégias de marketing, você vai perceber que se trata de um grande investimento. E que cada minuto perdido, a partir de agora, é um prejuízo.

Ainda está com dúvidas sobre essas vantagens? Então entre em contato com a Olá Multicom!  Vamos te ajudar a buscar novos mercados e apresentar uma nova maneira de fazer marketing. Essa é a nossa especialidade!

Roder Cypriano

OLÁ Multicom
Agência Certificada RD Station

Tags: