Como precificar produtos e serviços?

Publicado em 1 de Maio de 2017 . Categoria: Agência de Inbound Marketing Negócios Vendas

Enquanto os preços altos podem afastar os clientes e levá-los diretamente aos braços do seu concorrente, praticar valores que não cobrem os custos nem garantem lucro pode inviabilizar a sobrevivência de um empreendimento. Por isso, precificar produtos e serviços de forma justa é uma tarefa que o gestor não deve negligenciar.

Quer saber como estabelecer um preço justo para as mercadorias? Precisa entender que fatores que devem ser levados em consideração na precificação? Então continue a leitura e descubra a importância deles para sua empresa não sair no prejuízo!

O que há por trás de um produto ou serviço?

Uma visão simplista do comércio ou do setor de serviços pode entender, de forma equivocada, que por trás do preço de uma mercadoria está apenas o seu custo junto ao fornecedor.

Portanto, seguindo este raciocínio, o lojista que compra uma camiseta de seu fornecedor por R$ 40,00 e a vende por R$ 60,00 teria uma margem de 50% de lucro — uma ideia muito diferente da realidade.

A prática mostra uma situação completamente diferente. Até que uma venda ou prestação de serviços se concretize, o negócio precisou arcar com despesas fixas e variáveis que precisam ser consideradas na precificação. Vamos entendê-las:

  • despesas fixas: são aquelas que não dependem do custo do produto. Entre elas estão a folha de pagamento, aluguel do ponto comercial, despesas como água, energia, internet e telefone, entre outras;
  • despesas variáveis: são aquelas que têm seu valor atrelado ao do produto. Entre elas estão o valor pago pelas mercadorias aos fornecedores, impostos, comissões e em alguns casos, à matéria-prima utilizada.

Para entender como esses custos interferem na composição do preço de venda de um produto, precisamos pensar um pouco mais no conceito de markup. Vamos falar deste assunto?

O que é o markup?

É uma fórmula para a precificação que garante a cobertura de todos os custos pelo preço do produto. Ele também permite conhecer exatamente a margem de lucro, possibilitando uma decisão segura na hora de conceder descontos. Somado ao custo da mercadoria, este índice determina a composição do preço de venda.

Como calcular o markup?

Existe mais de uma maneira de calcular o markup. No entanto, para explicar como esse índice funciona, vamos utilizar uma metodologia chamada Markup Divisor, ou MKD.

Suponhamos que você um produto indefinido, que chamaremos de X. Para realizar o negócio, você terá algumas despesas, descritas no quadro abaixo:

ICMS 18,00%
Pis e Cofins 4,65%
Comissões 2,50%
Despesas administrativas 6,00%
Lucro antes dos impostos 25,00%
Custo total de venda (CTV) 56,15%

Considerando que o preço de venda (PV) representa a porcentagem de 100%, podemos calcular o MKD da seguinte maneira:

MKD = (PV – CTV) / 100

MKD = (100 – 56,15) /100

MKD = 43,85 / 100 = 0,4385

Mas como falamos, o markup é um índice e, portanto, deverá ser aplicado ao custo do produto para a precificação. No caso do MKD, vamos utilizá-lo como divisor, e portanto o cálculo será o seguinte:

Custo do produto / MKD = Preço de venda

Então, para cada R$ 1,00 investido no seu produto X teremos o seguinte cálculo:

R$ 1,00 / 0,4385 = R$ R$ 2,28

Logo, se o produto X custa R$ 15, seu preço final para garantir o pagamento de custos, impostos e a geração de um lucro de R$ 25% será:

R$ 15,00 / 0,4385 = R$ 34,20

Como você pode perceber, esse índice varia de acordo com a margem de lucro que o comerciante deseja obter. Além disso, o cálculo precisa levar em conta alíquotas de impostos exatas, que podem variar de acordo com o local onde ocorre a operação comercial e a mercadoria oferecida.

Entendeu como calcular o markup pode ajudá-lo a estabelecer uma margem segura para precificar produtos e serviços? Quer aprender outros segredos que podem ajudá-lo a alavancar o sucesso de seu empreendimento? Assine a nossa newsletter agora mesmo e receba dicas de especialistas em primeira mão!

Roder Cypriano
OLÁ Multicom
Agência Certificada RD Station


 

produção de sites

Tags: