12 habilidades de um campeão de vendas: gerenciamento de tempo

Publicado em 25 de abril de 2019 e atualizado em 16 de agosto de 2019. Categoria: Agência de Inbound Marketing Agência Marketing Digital Agência Olá Multicom Inbound Marketing Internet Marketing Marketing Conteúdo Marketing Digital Mídias Digitais Redes Sociais Sem categoria Vendas

Gerenciamento de Tempo

Gerir o tempo é das tarefas mais desafiadoras do nosso tempo. Isso porque, a cada dia que passa, aumenta a nossa sensação de que as 24 horas do dia são insuficientes para tantos compromissos que temos de realizar.

Vendedores e proprietários de empresas são desafiados diariamente pelos prazos a cumprir, e os clientes do outro lado estão escolhendo marcas que tenham agilidade no atendimento e na entrega de produtos e serviços.

Como fazer para atender essas demandas, sendo um bom gestor do tempo?

Este é o quarto post da nossa série de habilidades de um campeão de vendas e nele falaremos sobre a habilidade de gerenciar o tempo, com 6 dicas para otimizar as suas horas.

 

Autodomínio e autoconhecimento antes de tudo

Em A arte do tempo, Jean-Louis Servan-Schreiber afirma que, ao contrário do cavalo que pode ser desbravado por um bom cowboy, o tempo não pode ser domado pelo homem, pelo simples fato de não dispormos de meios para isso. Para o autor, o que chamamos de domínio do tempo só pode significar domínio de nós mesmos em relação ao tempo.

Verdades como essa nos chegam para esclarecer décadas de desconhecimento sobre nós mesmos. Se você sempre correu atrás das horas esperando dominá-las para então ser produtivo, pare um instante: você precisa ter autodomínio e autoconhecimento antes de tudo, e só assim saberá a forma como se inserir no tempo, tornando-se mais produtivo.

Para isso, você pode investir em livros*, palestras e cursos sobre o tema.

Agora que você sabe que gerir o tempo é, antes de tudo, gerir você mesmo(a), confira 6 dicas práticas para otimizar as suas horas.

  1. Defina prioridades

As tarefas nunca vão acabar, mas elas têm uma ordem de prioridade que você precisa identificar. E lembre-se: prioridade é diferente de urgência. Urgente é aquilo que está expirando com o tempo, prioridade é o que é mais importante, independentemente do prazo;

 

  1. Tenha planejamento

Não é só o que será feito que é importante, mas também como será feito. Para isso existe o planejamento. Antes de iniciar suas tarefas, reflita sobre o que precisará ser feito, como deve proceder, qual a ordem de execução, quem lhe ajudará, qual a data para conclusão etc. Lembre-se de reservar um espaço para os imprevistos;

 

  1. Tenha uma agenda

Não confie apenas na sua memória para lembrar de todas as atividades, é mais seguro contar com uma agenda. Tanto a agenda de papel, como a eletrônica são ótimos recursos para não perder prazos ou compromissos. Além de otimizar seu tempo, com o passar dos anos a sua agenda funcionará como um retrato da sua evolução;

 

  1. Comece pelo “mais chato”

É próprio do ser humano preferir atividades prazerosas, ao passo que as difíceis ou chatas não queremos realizar. Mas as atividades menos animadoras precisam igualmente serem feitas, por isso, comece por elas. Caso comece pelas mais agradáveis, a tendência é procrastinar as desagradáveis e isso não fará bem para o seu desempenho, certo?

 

  1. Utilize ferramentas digitais

Além do papel e da caneta, há softwares e sites para gestão do tempo capazes de otimizar o seu tempo e aumentar a sua produtividade no dia a dia. Algumas delas são: Trello, Quire, Wunderlist, Evernot e Google Calendar;

 

  1. Teste você mesmo(a)

Para você identificar se está produzindo ou ocupando-se, pode realizar o seguinte teste: coloque o seu celular para despertar de três a seis vezes por dia e lhe atribua o seguinte título para cada disparo: “João, neste exato momento você está se ocupando ou produzindo?”. Substitua “João” pelo seu nome e responda honestamente.

Você ficará contente se estiver produzindo, e constrangido se estiver apenas se ocupando. É uma boa forma de se testar e alcançar a disciplina.

 

Para terminar, uma observação: ocupar-se não é produzir

No livro Produtividade para quem quer ter tempo, Geronimo Theml apresenta algumas proposições que ele chama de “verdades libertadoras sobre a produtividade”. A primeira dessas verdades é: ocupar-se não é produzir.

De fato, somos levados a pensar que, por estarmos sempre muito ocupados, estamos sempre produzindo, mas não é bem assim.

Se contabilizássemos o tempo gasto diariamente para checar e-mails, mensagens no WhatsApp ou o feed das redes sociais, por exemplo, veríamos o enquanto estávamos ocupados e improdutivos.
Portanto, avalie-se criticamente e crie hábitos eficazes para a gestão do seu tempo.

*Alguns livros sobre o tema: O poder do hábito, de Charles Duhigg; A tríade do tempo, de Christian Barbosa; Produtividade para quem quer ter tempo, de Geronimo Theml.

Acompanhe a nossa série de artigos para manter-se atualizado das demais habilidades de um campeão de vendas. Até o próximo post!

 

Olá Multicom – Agência de Inbound Marketing

Tags: