12 habilidades de um campeão de vendas: colaboração em equipe

Publicado em 3 de Maio de 2019 . Categoria: Agência Marketing Digital | Agência Olá Multicom | B2B

Uma reunião de 5 pessoas, fazendo estratégias de vendas com a Olá Multicom

O dito popular “a união faz a força” ressoa como mão e luva no ambiente de trabalho. Quando se trata de vendedores, eles nem sempre chegam à melhor performance sozinhos. Por existirem atividades complexas, o que é comum no contexto empresarial, quase sempre os resultados só podem ser alcançados com um bom planejamento em equipe.
A habilidade de colaborar em grupo é, então, uma grande virtude de um campeão de vendas, muito valorizada por líderes e gestores de Recursos Humanos, já que eles sabem que um time forte é fundamental para o sucesso dos negócios.
Você quer se tornar um forte colaborador na sua equipe? No nosso quinto post da série de habilidades de um campeão de vendas, você vai encontrar 4 dicas para se tornar um vendedor colaborativo. Continue a leitura e saiba mais!

 

Colaboração em equipe é mais do que trabalhar junto

O termo colaboração deriva da frase latina cum laborare, que significa “trabalhar junto”. Mas “trabalhar junto” não significa imediatamente colaboração em equipe.
Colaborar em equipe significa somar desempenhos individuais sem que o foco esteja nos indivíduos, mas no conjunto; é responsabilizar-se também pelo desempenho do outro, de forma a complementar suas possíveis falhas.
Embora cada jogador tenha a sua respectiva função em campo, uma partida de futebol não se sustentaria se cada membro da equipe decidisse jogar por si só. Assim também se dá nas corporações: elas se sustentarão se houver, entre os membros, alto nível de interdependência, capaz de atender as mais variadas necessidades do conjunto.

 

4 dicas para se tornar um vendedor colaborativo

 

  1. Desenvolva empatia

“A empatia é a força mais poderosamente perturbadora do mundo, só fica atrás do amor.” Tal afirmação foi feita pela professora canadense Anita Nowak, que estuda esta questão.  Talvez a empatia seja mesmo a chave de ouro para todas as relações humanas; talvez pela escassez dela tenhamos tantos conflitos com as pessoas.
A habilidade de colocar-se no lugar do outro no ambiente de trabalho é capaz de criar times fortes e mais produtivos porque os membros passam a compreender as dificuldades uns dos outros, e a tratá-las como cada um gostaria que a sua fosse tratada. Isso cria confiança e humildade no ambiente de trabalho, duas coisas que também fazem muita falta hoje em dia.
Em suma, a empatia é uma revolução na maneira de ser colaborador.

 

  1. Desenvolva inteligência emocional

No trabalho em grupo, é inevitável que conflitos apareçam. Quando situações embaraçosas surgirem, procure conversar com maturidade com a(s) pessoa(s) em questão. Saber dialogar é um dos principais sinais de que você tem inteligência emocional.
Quando for difícil sentir empatia por aquele colega egoísta e grosseiro, é importante contar com inteligência emocional para gerir sentimentos como raiva, vingança ou indiferença, por exemplo, e, assim, evitar que o planejamento ou mesmo objetivos maiores da empresa saem prejudicados.

 

  1. Tenha disposição para trabalhar em tarefas desagradáveis

A vida não é feita só do que gostamos, não é mesmo? Por isso, saber enfrentar tarefas desagradáveis é decisivo para um campeão de vendas.
Como falamos no 4º post desta série, gerenciamento de tempo, começar pelas tarefas mais difíceis ou “mais chatas” evita que elas sejam procrastinadas, o que tende a acontecer caso você comece pelas mais agradáveis.
O bom profissional é aquele que lida positivamente com as tarefas prazerosas e com as desagradáveis. Afinal de contas, você responde por uma questão maior, que é o desempenho das atividades empresariais confiadas a você.

 

  1. Esteja pronto para suprir falhas dos colegas

Como dissemos no início deste artigo, colaborar em equipe é responsabilizar-se também pelo desempenho do colega. Se você se omite quando algo que deveria ser feito por ele não foi realizado, você não está agindo com colaboração, nem com fidelização à sua empresa. Em outras palavras, você não está sendo proativo. Se seu colega está com baixo desempenho, cabe a você orientá-lo e até mesmo lhe oferecer ajuda. Como em um exército, o principal objetivo é o crescimento e fortalecimento do todo e não das partes.

 

“É impossível ser feliz sozinho”
Uma das principais competências naturais do ser humano é relacionar-se em grupo. Como lembra a música de Tom Jobim, “é impossível ser feliz sozinho”.
O trabalho conjunto resulta não apenas em melhores soluções de problemas organizacionais, mas também na melhoria da comunicação e da própria aprendizagem da equipe. Um vendedor de alta performance é interativo, sabe que não realizará grandes feitos sem a colaboração do grupo.

Gostou deste artigo? Acompanhe a nossa série para manter-se atualizado das demais habilidades de um campeão de vendas. Até o próximo post!

 

Olá Multicom – Agência de Inbound Marketing

Tags: